quinta-feira, 29 de outubro de 2009

DUPLO TOPO NO UBS

Da última vez que falei no UBS (ver "MAIS BAILOUTS") foi a propósito do "bailout" do Wachovia e do Fortis. Nessa altura publiquei uma lista actualizada dos bancos que teriam maiores dificuldades em ultrapassar esta crise sem ajuda governamental. Pois bem, aproveito para actualizar novamente esta lista e fazer um resumo dos desenvolvimentos, até à data, em cada instituição:


- UBS (LTDE=833) -> Bailout (estado Suiço entra no capital)
- ING (LTDE=817) -> Bailout (estados Holandês entra no capital)
- Merrill Lynch (LTDE=793) -> Bailout (comprada pelo Bank Of America)
- Morgan Stanley (LTDE=611) -> Retorno à banca comercial
- Lehman Brothers (LTDE=488) -> Falido (o Bear Sterns também constava da minha lista original)
- Goldman Sachs (LTDE=464) -> Retorno à banca comercial
- Credit Suisse AG (LTDE=435) -> Para já tem conseguido sobreviver bem à crise

- Deutsche Bank (LTDE=393) -> Para já tem conseguido sobreviver bem à crise
- Fortis NV (LTDE=52) -> Bailout Bailout (estados Françês, Holandês e Belga entram no capital)
- Citigroup Inc (LTDE=269) -> Bailout (estado Americano entra no capital)
- Wachovia Corp (LTDE=245) -> Bailout (comprado pelo Wells Fargo)
- AIG Inc (LTDE=213) -> Bailout
(estado Americano entra em mais de 90% do capital)
- Allianz SE (LTDE=62)  -> Para já tem conseguido sobreviver bem à crise
- American Express (LTDE=1) -> Para já tem conseguido sobreviver bem à crise

Vamos agora ao UBS. Reparei ontem que estamos provavelmente perante um duplo topo entre os 19.18 e 16.9 USD (estou a analizar o ADR cotado na NYSE). Se o padrão for activado com uma quebra em baixa dos 16.9 USD, o objectivo serão os 14.62USD. Eis o gráfico (cortesia do StockCharts):



Cumprimentos,

Dax Speculator