quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Cunha ascendente no CAC 40

Desde o passado mês de Janeiro que o CAC 40 tem vindo a desenvolver uma cunha ascendente. No entanto, a cunha só será confirmada com uma quebra em baixa dos 4350. Como se pode ver no gráfico abaixo e tal como esperado, o volume desce ao longo do padrão:



Note-se que as cunhas (ascendentes ou descendentes) não têm sido um padrão muito lucrativo pois poucas vezes atingem o seu objectivo mas, embora empiricamente, tenho observado que o potencial da cunha dependente muito da inclinação desta e que quanto menor essa inclinação, maior o seu potencial. Esta cunha no CAC 40, no que diz respeito à inclinação é reduzida e, por isso, o potencial está aí. A ver vamos....

Votos de uma excelente semana,

DS

quinta-feira, 10 de Abril de 2014

Volatilidade a aumentar

Se olharmos para o VIX actualmente, não notamos um significativo aumento da volatilidade mas se olharmos para as bandas de Bollinger - outro indicador de volatilidade - rapidamente nos percebemos que a volatilidade tem vindo a aumentar nos últimos meses (gráfico cortesia do Financial Times):




Mas o VIX conta outra história. Em 2007:


Agora:


Para mim, a pergunta é: o que aconteceu ao VIX? A resposta é fácil de encontrar: o VIX White Paper explica o que mudou desde 2003:

"In 1993, the Chicago Board Options Exchange® (CBOE®) introduced the CBOE Volatility Index®, VIX®, which was originally designed to measure the market’s expectation of 30-day volatility implied by at-the-money S&P 100® Index (OEX®) option prices...

Ten years later in 2003, CBOE together with Goldman Sachs, updated the VIX to reflect a new way to measure expected volatility, one that continues to be widely used by financial theorists, risk managers and volatility traders alike. The new VIX is based on the S&P 500® Index (SPXSM), the core index for U.S. equities, and estimates expected volatility by averaging the weighted prices of SPX puts and calls over a wide range of strike prices...
"

Ou seja, por coincidência, 2 anos depois do crash das dot.com e com a preciosa ajuda do Goldman Sachs, a fórmula de cálculo do VIX foi "actualizada" para o bem de todos...

Mas também aqui de uma forma mais técnica:

"1. The New VIX is calculated using a wide range of strike prices in order to incorporate information from the volatility skew. The original VIX used only at-the-money options.
2. The New VIX uses a newly developed formula to derive expected volatility directly from the prices of a weighted strip of options. The original VIX extracted implied volatility from an option-pricing model.
3. The New VIX uses options on the S&P 500 Index, which is the primary U.S. stock market benchmark. The original VIX was based on S&P 100 Index (OEX) option prices.
"

Na minha opinião, o ponto 2 é o motivo para a discrepância entre o VIX e as bandas de Bollinger pois, ao derivar o preço do VIX directamente do preço das opções sobre o S&P 500 a CBOE abriu a porta para alegadas manipulação do preço do VIX por parte dos bancos TBTF (Too Big To Fail)...

DS

segunda-feira, 7 de Abril de 2014

Problemas "técnicos" na Euronext

É engraçado que estes problemas "técnicos" só acontecem quando nem tudo corre como o previsto...







quinta-feira, 3 de Abril de 2014

Incrível!

Admiram-se porque este país não vai a lado nenhum?

Eis a resposta:




Nem um pingo de profissionalismo. Mas, com a excepção do Rui Reinhinho, não me surpreendeu.

Já agora, para quem não reparou, este é o concorrente cujo vídeo tem mais visualizações do programa (quase meio milhão)...

DS

quarta-feira, 2 de Abril de 2014

Os mercados são manipulados?

Michael Lewis, que publicou recentemente um livro intitulado "Flash Boys" e que está a ter uma atenção no mínimo bombástica, cedeu uma entrevista à CBS que recomendo vivamente. Infelizmente, não consegui incorporá-la pelo que eis o link para o vídeo:

Is the US stock market rigged?

Actualização: Michael Lewis também foi convidado de Jon Stewart do "The Daily Show" cujos vídeos consegui incorporar.

Parte 1:


Parte 2:


Votos de uma excelente semana,

DS

quarta-feira, 26 de Março de 2014

Falências na China

É incrível a complacência dos "investidores" em relação à economia Chinesa e, mais especificamente, ao mercado de crédito Chinês.

Mas agora as coisas parecem estar a mudar pois, segundo o Google Trends, o interesse da dupla "china default" (falência da China) tem vindo a disparar:




Nada que não tivesse sido abordado aqui no blog aqui e aqui, isto para citar apenas as últimas mensagens. Eu nunca acreditei no "milagre Chinês" pelo simples facto que, em economia, não há milagres e nenhum país nunca conseguiu manter uma taxa de crescimento superior a 8% por muito tempo...

DS