sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Desemprego desmente recuperação

Hoje saíram os dados relativos aos "Nonfarm Payrolls", ou seja, os salários dos trabalhadores não agrícolas por conta de outrem.

Este é dado muito importante para o mercado accionista pois sem emprego não há consumo, sem consumo não há economia e sem economia as acções ficam, no mínimo, pressionadas.

Pessoalmente, não dou assim tanta importância a este dado pois considero-o um indicador atrasado. De qualquer forma, este mês de Setembro ficamos a saber que a situação do desemprego continua a agravar-se pois perderam-se 263 mil assalariados e a taxa de desemprego só não explodiu já para 10.2% porque houve um decréscimo de 571 mil trabalhadores no activo, deixando a taxa de desemprego nos 9.8%.

Concluindo, os "Nonfarm Payrolls" vêm confirmar aquilo que tenho dito várias vezes nos últimos 2/3 meses: não haverá uma verdadeira recuperação económica enquanto que não se verificarem vários pré-requisitos. E esses pré-requisitos são:
  1. Os bancos limparem os seus balanços e reconheçam de facto as suas previsíveis perdas para poderem de novo confiarem uns nos outros e, assim, emprestar dinheiro sobretudo às empresas mas também aos particulares;
  2. Os governos pararem de intervir na economia e deixarem o mercado funcionar pois estes não estão financeiramente preparados para, sozinhos, tomarem conta da doente economia;
  3. Os consumidores limparem os seus balanços e encararem o facto de que não é possível viver continuamente acima das suas possibilidades.
Um bom fim-de-semana,

Dax Speculator