terça-feira, 13 de outubro de 2009

COMO CONTROLAR O MONSTRO

Ernâni Lopes disse ontem num relatório da sua autoria (e de Poças Esteves) que a única forma de consolidar as contas públicas é reduzindo a despesa. Até aqui estou totalmente de acordo pois a economia não aguentaria mais subidas de impostos.

Contudo, o relatório acrescenta que a redução da despesa terá de ser atingido através da redução do número de funcionários públicos. Aqui já não estou inteiramente de acordo visto que, tal como já tive oportunidade de referir aqui no blog em "COMO INVERTER O RUMO DA ECONOMIA", o estado continua a gastar muito dinheiro mal gasto em muitas outras coisas. Deixo aqui as minhas sugestões para o estado conseguir reduzir de uma vez por todas a sua monstruosa despesa:

  1. Simplificar e estabilizar o mutante modelo fiscal Português para libertar os funcionários públicos de tarefas pouco produtivas e canalizá-los para acções de fiscalização. Esta medida contribuiria certamente para um aumento da receita visto que, com um sistema fiscal mais simples e estável, a fuga ao fisco tornar-se-ia mais difícil e menos apetecível;
  2. Controlar financeiramente e efectivamente as empresas públicas que dão continuados prejuízos ao estado, tais como a EP, CP, Refer, RTP, TAP...;
  3. Fiscalizar a atribuição do Rendimento Mínimo e de outros subsídios para que apenas os que realmente necessitem usufruam destes visto que, claramente, não é isso que está a acontecer;
  4. Finalmente, reduzir o número de funcionários públicos.

De resto estou totalmente de acordo com o relatório no que diz respeito a uma recuperação hesitante e lenta...

Cumprimentos,

Dax Speculator