terça-feira, 3 de julho de 2012

Sazonalidade

Estive a analisar a performance dos últimos 22 anos do S&P 500 entre a última semana de Junho e a primeira de Julho - um período que inclui o fecho do semestre e o feriado de 04 de Julho - e a conclusão é óbvia: este é um período com um sentimento tipicamente positivo.

Assim sendo foi relativamente fácil lucrar entre as referidas semanas: comprando no mínimo da 1ª semana e vendendo no máximo da 2ª, o investidor teria um ganho anualizado de 3.5%. Tendo em conta que a maior parte dos depósitos à prazo necessitam de pelo menos 1 ano para se atingir esse ganho, considero esse resultado excelente. Eis os resultados ano a ano:

1990 = +3%
1991 = +3%
1992 = +4%
1993 = +2%
1994 = +2%
1995 = +3%
1996 = +2%
1997 = +5%
1998 = +5%
1999 = +6%
2000 = +2%
2001 = +3%
2002 = +4%
2003 = +3%
2004 = +2%
2005 = +2%
2006 = +3%
2007 = +3%
2008 = +2%
2009 = +5%
2010 = +6%
2011 = +7%


Assim e contrariamente ao Goldman Sachs que recomendou recentemente aos seus marretas clientes o fecho das posições curtas, eu teria fechado as posições curtas na semana de 18 a 22 de Junho e estaria a reabri-las agora. Mas isso sou eu que não sou cliente do Goldman....

Por falar em "recomendações", tenho recebido algumas para "investir" na recente moda de obrigações de empresas do PSI-20. No entanto, a minha resposta tem sido sempre a mesma: NON, NEIN!  E recomendo algum cuidado ao "investir" nesses títulos pois como pagam menos nessas "ofertas" aos particulares do que aos institucionais, as ditas cujas mergulham logo quando chegam ao mercado secundário pelo que se não tiver a certeza de que pode esperar até fim do prazo, fique de fora dessa moda...


Ver também: Goldman Does It Again: Muppets Slaughtered