sexta-feira, 19 de setembro de 2008

GRANDES CRISES, GRANDES REMEDIOS

Vivemos sem dúvida tempos nos mercados financeiros que serão recordados por muitos anos. As últimas medidas anunciadas pelo governo Federal dos Estados Unidos da América para varrer de vez com os problemas do sistema poderão ser uma almofada de ar fresco para os mercados nos próximos meses.

Para implementar estas medidas, que deverão representar o maior bail out (intervenção) desde 1929 (não fosse esta a pior crise desde essa altura: ver em "A PIOR CRISE DESDE 1929?"), o governo dos EUA deverá criar uma nova entidade com "activos" de várias centenas de milhões de dólares.

Este pacote de "soluções" poderá ter impactos de curto ou até médio prazo nas bolsas mas antes disso, melhorei a explicação dos ciclos económicos do artigo "A PIOR CRISE DESDE 1929?". Eis então a explicação dos diversos ciclos:


"Os ciclos de Elliot (e os económicos) dividem-se em várias categorias ou tipos:

  1. O Grande Super Ciclo;
  2. O Super Ciclo;
  3. O Ciclo.
  4. O Ciclo Primário
  5. Os outros ciclos de menores dimensões...
O Grande Super Ciclo em que nos encontramos actualmente iniciou-se na Grande Depressão, mais precisamente em 1932 e dura até hoje, devendo prolongar-se ainda durante mais algumas dezenas de anos.

Cada Grande Super Ciclo é constituído por 3 Super Ciclos, representando cada um deles 1 Super Ciclo económico. Por sua vez, cada um destes Super Ciclos são constituídos por 3 Ciclos simples, que são os ciclos económicos que conhecemos.

É aqui que entre a Teoria de Ralph Nelson Elliot: cada um destes Ciclos, Super ou simples, é formado por 5 ondas, 3 impulsivas e 2 correctivas. A excepção à regra é o último dos Super Ciclos, que é constituído pelas 3 impulsivas e 2 correctivas dos seus Ciclos simples mas também pela onda correctiva do Grande Super Ciclo, que acaba normalmente em
crashes similares ao de 1929."

Para saber mais sobre a Teorias de Elliot, sugiro o artigo da Wikipedia aqui.

Finalmente, em termos de mercados, estas medidas e o aproximar de antigas resistências e agora fortes suportes, deverão resultar num grande short covering nas próximas semanas, talvez mesmo até ao fim do ano. Estes suportes são os anteriores máximos de 2004, ou seja, 1150 no S&P 500 e 2950 no Euro Stoxx 50. O DAX, como sempre, não chega sequer perto mas sempre atingiu o nível dos 5886 anunciado em "RESSALTO?". Eis o gráfico do grande suporte no S&P 500:




Mas não se iludam muito pois, à semelhança do que aconteceu em 1929, estas "soluções" terão apenas um efeito de médio prazo nos mercados financeiros,

Dax Speculator