segunda-feira, 14 de julho de 2014

8 anos a destruir valor accionista

Os problemas do Espírito Santo Financial Group (ESFG) já não são de agora. Senão vejamos alguns aspectos técnicos e fundamentais:

  1. As cotações do ESFG têm vindo a cair desde 2007 - altura em que chegaram a um máximo de 36€ por acção - e acumulam uma queda de 97% sem nunca terem conseguido recuperar (ver gráfico acima);
  2. A dívida de longo prazo chegou a ser catastrófica e continua a ser muito elevada. No final de 2013 equivalia a quase 8 vezes o capital próprio;
  3. A média do Retorno sobre o Capital Próprio (ROE) dos últimos 5 anos é de -1.3%.
Assim, tudo indica que o ESFG terá um futuro complicado pela frente. Pelo menos, neste caso o contribuinte tuga não deverá ser chamado a intervir. Já no BES preparem as carteiras...

DS