sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Obama parte a loiça

Segundo a imprensa Americana, Barack Obama deu finalmente ouvidos a Paul Volcker (ver "O JOGO DO DA E TIRA") e vai restringir e/ou limitar o investimento e sobretudo a especulação por parte dos bancos Americanos.

Eis algumas das afirmações do Presidente Obama:

"A minha vontade de reformar o sistema só saiu reforçada quando vi um retorno a velhas práticas em algumas das empresas que têm vindo a combater esta reforma e quando vejo lucros recordes em algumas destas empresas que, entretanto, alegam que não podem emprestar mais às pequenas empresas, não podem manter as taxas dos cartões de crédito baixas e não podem restituir aos contribuintes a ajuda que estes lhes emprestaram (TARP). É exactamente este tipo de irresponsabilidade que torna claro que esta reforma é necessária."

Esta reforma poderá exigir que os grandes bancos vendam os seus fundos de "hedging", os seus investimentos em "Private Equity" e as suas unidades de investimento proprietário para que eles possam continuar a funcionar como bancos comerciais.

A proposta foi apoiada pelo ex-presidente da FED, Paul Volcker, que preside actualmente ao painel consultivo de Obama em matérias económicas. Volcker tem defendido o restabelecimento, por parte dos legisladores, do estatuto Glass-Steagall, aprovado em 1933, e que proibia um banco comercial (com depositantes) de excercer quaisquer actividades de investimento e especulação.

Cumprimentos,

Dax Speculator