quarta-feira, 18 de março de 2009

LONGO OU CURTO (II)?

Nas minhas últimas mensagens (ver "RALLY A VISTA (II)?" e "RALLY A VISTA?"), tenho procurado fazer passar a ideia de que estamos, muito provavelmente, próximos de um gigantesco e violento rally.

Por isso, a minha postura actual nos mercados é bullish e continuará a sê-lo por muito mais tempo pois, apesar de podermos ainda não ter atingido o fundo este não deverá andar muito longe dos 600, no S&P 500. No entanto, relembro que as minhas previsões/especulações têm sempre, exceptuando as que mencionam explicitamente que são de curto prazo, horizontes de tempo alargados - mais de 6 meses (relembro por exemplo uma das minhas últimas mensagens de 2008 "THE CORRECTIVE PATTERN IS ALREADY HERE, YOU JUST DON'T KNOW IT YET!" em que chamava a atenção para a forte probabilidade do bear market já ter recomeçado...).

É claro que, antes de termos uma arrancada a sério vamos provavelmente precisar de uma figura de inversão qualquer (triplo fundo, head & shoulder, etc...) nesta zona (entre os 600 e 800), o que poderá estar a acontecer mas ainda não aconteceu.

Tenho lido algumas previsões para o S&P 500 da parte de alguns analistas perma bears que falam em valores na ordem dos 500, 400 e até 300. Esses valores são, na minha opinião, bastante exagerados e difíceis de alcançar. Senão vejamos: se pagarmos no valor intermédio dessas previsões (os 400), este representaria uma desvalorização de 75% desde os máximos de 2007, algo que exceptuando a Grande Depressão, nunca aconteceu. Como não estamos numa Depressão, esses valores parecem-me pouco prováveis. Isto para não falar na correcção do índice deflacionado que nos levaria certamente aos anos 80 ou até 70...

Finalmente no curto prazo, penso que teremos alguma lateralização entre os mínimos e os valores dos últimos dias antes de nova correcção que será, provavelmente, a parte final.

PS: ultimamente tenho tido menos disponibilidade para escrever no blog por motivos profissionais. De qualquer forma, prefiro sempre escrever pouco e bem do que muito e mal.

Uma boa semana,

Dax Speculator