quinta-feira, 9 de outubro de 2014

"O pouco basta...

...e o muito se gasta", já dizia o ditado mas, previsivelmente, os Portugueses pouco ou nada aprenderam com a crise e continuam a tentar gastar mais do que ganham, provavelmente em carros novos e outros artigos que conferem "estatuto social".

No Boletim Económico de Outubro publicado na passada 4ª feira, o Banco de Portugal prevê uma subida anual de 3,7% nas exportações e de 6,4% nas importações. Caso estas previsões estejam correctas, resultará num contributo negativo da procura externa líquida (exportações menos importações) de um ponto percentual negativo.

Digo que os Portugueses tentam gastar mais do que ganham porque não podem pois isso implica o recurso á dívida o que, como ficou provado em 2011, não é sustentável a longo prazo.

Ver também: