terça-feira, 10 de setembro de 2013

Análise técnica do BES

O Banco Espírito Santo (BES) tem seguido uma tendência descendente desde 2007. No entanto, ultimamente têm surgido alguns factores positivos:
  1. Quebrou a tendência descendente no final de 2012;
  2. Regista-se uma divergência bullish no início de 2012
  3. Houve um notável aumento do volume, logo do interesse.
No entanto as boas notícias acabam aqui. Vamos agora aos factores negativos:
  1. Falso breakout em alta dos 1,04€ em Janeiro;
  2. No passado mês de Agosto, o BES não conseguiu fechar acima do gap entre os 0,89€ e 0,91€, reagindo mal; 
Finalmente, existiu uma cunha descendente de Dezembro 2012 a Junho 2013 mas penso que já terá atingido o seu objectivo.

Assim sendo, se o BES não conseguir fechar acima do intervalo 0.91-1,04€, penso que deverá voltar a testar os 0,44€. Resistência e suporte de curto prazo: 0,55€ e 0,91€. Alias, é natural que depois de uma tendência descendente tão marcante o BES passe para uma lateralização antes de iniciar uma nova tendência. Eis o gráfico do BES (cortesia do Financial Times):