sábado, 4 de maio de 2013

Continua o emagrecimento do estado

Mesmo que isso não agrade aos funcionários públicos do tribunal constitucional, continua em marcha o irreversível emagrecimento do estado pois que não haja dúvidas: só existe uma alternativa, a bancarrota!

Eis as principais medidas anunciadas ontem pelo primeiro ministro:

- Rescisões poderão ser na ordem dos 30 mil funcionários;

- Reforma passa dos actuais 65 para os 66 anos;

- 40h semanais de trabalho já este ano, à semelhança do que já acontece no sector privado há anos;

- Mais contribuições para a ADSE, ADM e SAD vão aumentar em 0,75 pontos percentuais ainda em 2013, e em 0,25 pontos percentuais a partir de 2014;

- Pré-reforma nas Forças de Segurança passa para os 58 anos de idade;

- "Contribuição adicional" nas pensões (*);

- Revisão da tabela remuneratória única (*).

(*) - estas medidas ainda são para mim pouco claras.

Votos de um bom fim-de-semana,

DS