quinta-feira, 28 de março de 2013

Embustes?

Apenas quero deixar alguns comentários à entrevista do ex primeiro-ministro na RTP que, aparentemente mas não surpreendemente, terá tido muita audiência. 

Pessoalmente, apenas tive pachorra para ver uns 2 ou 3 minutos. Mas, depois de ler o resumo do Expresso, eis os meus comentários e sobretudo alguns factos:

Sobre a crise política:
O fim do governo de Sócrates começou no parlamento com o chumbo do PEC IV e, por isso, o Presidente da República não esteve na origem da actual solução política nem é o seu patrono. Ponto.

Sobre os problemas do país:
Há que reconhecer que na arte de arranjar bodes espiatórios para as suas borradas, Sócrates sempre foi um mestre! Certamente que a crise internacional não facilitou a vida ao governo do PS mas um líder e sobretudo um homem de estado nunca usaria esse desculpa para justificar o total falhanço que foi a sua governação. Ponto.

Sobre a ideia de que foi a sua governação que levou ao pedido de ajuda externa:
Então foi a governação de quem? A do Passos Coelho ou do Paulo Portas?? A minha ou da do meu vizinho do lado???

Sobre a ideia de que o actual Governo se limitou a aplicar o memorando que tinha sido negociado pelo Governo anterior:
É claro que não. O actual governo tem toda a legitimidade de ajusta o programa de acordo com as suas ideologias, boas ou más. E responderá por isso a seu tempo. Ponto.

Ver também:


DS