sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Portugal, a 2ª Grécia?

A respeitada revista "Der Spiegel" publicou no dia 21 de Fevereiro, na sua edição online, um artigo intitulado "Portugal Needs More Money To Stay Afloat", onde é discutida a probabilidade de Portugal precisar de mais dinheiro para não "afundar"...

De facto, Portugal poderá precisar de mais 30 a 40 mil milhões de euros pois, aquando do 1º resgate, não foram contabilizados os buracos financeiros nas empresas estatais (Refer, Metropolitano de Lisboa, CP, Metropolitano do Porto, TAP, RTP, Carris, STCP...), cujas dívidas ascendiam no final de 2011 a (SEGUREM-SE) 46 mil milhões de euros (fonte: Banco de Portugal)!!! Isto é, um pequeno desvio nas contas dos "especialistas" da troika de apenas 37%... ;-)

Mas o que me leva a escrever esta mensagem não é se Portugal vai pedir mais dinheiro ou não (provavelmente vai) mas sim o gráfico intitulado "The Second Greece?" com uma comparação de dados económicos dos 2 países que, no referido artigo, aparece à esquerda.

Do lado Português, o artigo começa logo por se enganar no salário mínimo que é de 485.00€ e não de 565.83€ (onde foram buscar esse número?). Assim, fazendo as contas de uma forma simples e comparando aquelas 7 variáveis económicas dos 2 países, Portugal está em média 50% ( (78+49+38+50+45+41+47) / 7 ~= 50) melhor do que a Grécia. Claro que isso pode não ser uma grande vantagem pois a Grécia será provavelmente a maior falência de um país soberano de sempre (*).  Eis o gráfico editado com as médias:



Correcção: o salário mínimo nacional, contabilizado em 12 meses, é mesmo de 565.83€.

Ver também:


Portugal Needs More Money To Stay Afloat
Boletim Estatístico do Banco de Portugal

(*) - A maior falência pertence, para já, à Argentina com 82 bilhões de dólares em Novembro de 2001. Depois vinha a Rússia com uma falência de 73 bilhões de dólares em Novembro de 1998...