domingo, 11 de setembro de 2011

Conferência de imprensa de Jean-Claude Trichet

A última conferência de imprensa de Jean-Claude Trichet, na passada 5ª feira, foi no mínimo bastante acalorada. Trichet responde da seguinte forma a uma pergunta de uma jornalista sobre a vontade de alguns cidadãos Alemães quererem voltar ao Marco:

"Vivemos em um mundo que tem os preços, e os preços têm de ser guardados por homens com obrigações. Quem vai fazer isso? Você? Você, Sylvia Wadhwa? Eu tenho uma responsabilidade maior do que você poderia imaginar. Choram por Lehman Brothers e amaldiçoam Ben Bernanke. Você tem esse luxo. Você tem o luxo de não saber o que eu sei. Que o colapso do Lehman, embora trágico, provavelmente salvou os bancos. E minha existência, enquanto grotesca e incompreensível para você, salva bancos. Você não quer a verdade porque, no fundo, em lugares de que provavelmente não fala em festas, quer que eu esteja neste comité, precisa de mim neste comité. Usamos palavras como taxa, objectivo e expectativa. Nós usamos essas palavras como a espinha dorsal de uma vida passada defendendo algo. Você usa-as em proveito próprio, ganha a vida pronunciando-as. Eu não tenho tempo nem disposição para explicar a um homem que se levanta e dorme sob o manto da estabilidade de preços que eu forneço, e depois questiona a maneira como o faço. Eu preferiria que se limitasse a me dar os parabéns e que continuasse o seu caminho. Caso contrário, eu sugiro que você agarre umas obrigações Gregas e tente não sofrer uma imparidade. De qualquer maneira, eu não quero saber do que você acha que tem direito!"

Eis o link para o vídeo da Reuters:

Trichet defends legacy at ECB, hits back at German criticism, Thomson Reuters: Reuters Insider