quarta-feira, 6 de abril de 2011

A teoria do mais tolo

A teoria do mais tolo diz que há sempre alguém - mais idiota do que nós - que irá pagar mais caro por uma acção que já está cara.

Esta teoria poderá ser utilizada como uma estratégia de "investimento" durante a fase final de uma bolha especulativa. Mais frequentemente, a teoria do mais tolo aplica-se a acções altamente especulativas, com nomes chiques, mas com fracas rentabilidades e resultados.

Apesar de cínica, a teoria baseia-se em algumas verdades: os gestores de fundos/patrimónios que, com base nos fundamentais, ignoram esta teoria e se recusam a comprar acções altamente especulativas - como as acções de bancos japoneses na década de 1980, acções tecnológicas nos anos 1990 e, actualmente, acções ligadas às matérias primas - podem deixar de ganhar milhões aos seus clientes. Como a teoria do mais tolo prevê, durante meses, há sempre alguém mais tolo disposto a pagar mais por estes investimentos super inflacionados.

O maior problema desta teoria é o enorme risco de perda de capital: em determinado momento, apesar da teoria do mais tolo, mais ninguém vai comprar essas acções muito inflacionadas e o preço cai imediatamente a pique.

Dax Speculator