terça-feira, 12 de abril de 2011

PPI

Na próxima 5ª feira (*) irão ser conhecidos alguns dados macro-económicos importantes, tal como o PPI (Producer Price Index).

Mas antes demais, deixem-me explicar porque considero o PPI mais importante do que o seu primo, o CPI. O CPI tem sido utilizado como referência da inflação e, por isso, alvo de uma série de operações de cosmética pois quanto menor for a inflação, menor serão os aumentos dos salários, das pensões, dos subsídios, etc... Estão a ver onde quero chegar?

O PPI não tem sido alvo destes retoques e é, por isso, mais fiável. Mesmo assim, os dados dos últimos meses podem ser revistos em alta ou em baixa. Como indicador, o PPI é atrasado pois é essa a natureza da inflação. Contudo, é o mais avançado dos indicadores de inflação e torna-se um indicador macro-económico importante quando ameaça quebrar em baixa ou em alta determinados níveis. Considero estarmos actualmente numa destas situações, pois estamos já acima dos 3%, nível a partir do qual a inflação tende a aumentar. Eis o gráfico, já com os dados esperados para o mês de Março, ou seja, mais 1%:


Finalmente, ontem ficamos a saber que a Pimco, depois de ter despachado no início do ano todas os activos do fundo em obrigações do tesouro Americano, assumiu o mês passado uma posição curta nestas. Isto é uma mensagem clara para Obama e o congresso para que deixem de brincar ao faz de conta e comecem a cortar a sério nas despesas...

(*) E não hoje, como tinha dito anteriormente.


--
Enviada a partir do meu dispositivo móvel