terça-feira, 22 de março de 2011

Manuela Ferreira Leite: tenho a consciência tranquila

Durante uma visita ao Parlamento Europeu e a respeito da situação catastrófica em que se encontram as finanças de Portugal, Manuela Ferreira Leite, actualmente deputada da Assembleia da República, disse o seguinte:

"Muito menos como responsável das Finanças me sinto, me possa sentir, responsável por algo que sempre denunciei e em relação ao qual provavelmente nem os políticos nem a comunicação social deram o verdadeiro eco."

"Tenho a consciência verdadeiramente tranquila e não tenho nenhumas dúvidas que, se tivesse sido ouvida na altura em que denunciei a situação, o País não estaria seguramente como está".

"As medidas de combate à crise promovidas pelas instituições europeias não foram correctas porque os aspectos ligados ao crescimento económico não foram tomados em consideração. Não há solução para a consolidação orçamental sem crescimento"

Esta poderá servir ou não (a história diz-me que não) de lição para quem vota: mais importante do que falar bem ou ter carisma, é ter humildade, ser honesto e competente. Manuela Ferreira Leite tinha sem dúvida estas 3 qualidades mas a maioria dos Portugueses escolheu José Sócrates como primeiro ministro pois este falava bem e tinha mais características de líder.

Agora, todos os Portugueses estão a pagar bem cara essa escolha da maioria pois, manifestamente, ser líder e falar bem não chega para enfrentar condições económicas adversas.

Não tenho por hábito fazer comentários políticos nem tomar partido do partido A ou B mas tenho a certeza de que teríamos sido mais bem governados por Manuela Ferreira Leite assim como, por exemplo, António Vitorino...