terça-feira, 28 de setembro de 2010

Continua a Negação

Hoje veio a Fitch dizer que Portugal e a Irlanda são casos isolados e que não haverá contagio. No subprime também era para não haver contágio, lembram-se?

É claro que, se a Irlanda e Portugal continuarem por esse caminho, terá que se meter o FMI ao barulho e é também óbvio que haverá contágio! Então se forem 2 países quase em simultâneo a pedirem ajuda ao FMI, podem ter a certeza que o contágio será bem evidente!!

No entanto o mercado continua a castigar mais os Irlandeses do que os Portugueses. Penso que a fragilidade Portuguesa prende-se com a recente crispação política que deixa os investidores nervosos sobre a capacidade de redução do défice por parte do governo. Alias, a despesa tem continuado, incompreensivelmente, a subir ano após ano. É caso para dizer que a mama deve ser muito boa e que os leitões não largam a chucha...

Eis a taxas de juro a 10 anos que o governo Irlandês terá de pagar para continuar a fazer de conta que não está falida: