segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

CUNHA DESCENDENTE NA BRISA

A Brisa Auto Estradas de Portugal SA (Brisa), é uma holding baseada em Portugal que opera na construção, manutenção e operação de auto-estradas, bem como áreas de serviço. A Brisa é responsável pela gestão de uma rede de 11 auto-estradas em Portugal. Tem várias subsidiárias tais como a Via Verde e os consórcios Brisal e Controlauto. A Brisa opera também no Brasil, Estados Unidos, República Checa e Espanha, entre outros.

Em termos fundamentais, a Brisa é globalmente boa. Do lado positivo, o destaque vai para a excelente margem líquida dos últimos 5 anos que se situa nos 36.5%. Do lado negativo, a empresa tem uma dívida de longo prazo algo elevada mas ainda assim não tão exagerada como a da Portugal Telecom (ver "PORTUGAL TELECOM".

Tecnicamente, a Brisa não escapou ao bear market que dura desde o ano 1999/2000 (dependendo dos sectores) e que foi retomado em finais de 2007/inícios de 2008. No gráfico semanal podemos observar um canal descendente que tem limitado desde essa altura a evolução da sua cotação:




No entanto, no gráfico diário temos finalmente algumas boas notícias a dar pois estamos na presença de uma cunha descendente que poderá trazer algumas alegrias a quem está investido neste título. Assim, se a Brisa quebrar em alta a linha de tendência superior - actualmente ligeiramente acima dos 5.5€ - o objectivo seguinte será a zona dos 7.25€:




A quebra em baixa, nos últimos dias, da linha de tendência inferior é normal e até esperado neste padrão e deve ser aproveitada pelos mais agressivos para entrar em antecipação no título. A título pessoal, o único senão que vejo nesta cunha descendente é a sua fraca inclinação.

Finalmente, irei ainda esta semana procurar fazer uma análise técnica e fundamental à Sonae SGPS e/ou uma análise técnica ao PSI-20.

Uma boa semana,

Dax Speculator