sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Google

Hoje irei fazer uma analise técnica e fundamental à Google Inc., daqui em diante apenas Google.

De futuro, ao analisar uma empresa pela 1º vez e para além da análise técnica, publicarei também uma análise fundamental sumária da empresa visto que só a análise técnica não é, quanto a mim, suficiente para decidir investir ou não em determinada empresa. A análise técnica é suficiente para especular no médio prazo mas não para investir no longo prazo.

A Google é naturalmente uma líder do seu sector: o tecnológico. Incorporada em Setembro de 1998, mantém um índice de páginas de Internet e outros conteúdos online e disponibiliza esta informação livremente para qualquer pessoa com uma conexão à Internet. A Google gera receitas principalmente com a publicação de publicidade online. As empresas utilizam o seu programa AdWords para promover seus produtos e serviços de publicidade segmentada. Para além disso, os milhares de sítios Web de terceiros que compõem a Rede do Google usam o seu programa AdSense para apresentarem anúncios relevantes que geram receitas. A Google é proprietária do YouTube, do Gmail, do Blogger (no qual escrevo), do Feedburner e de outras companhias e marcas.

Vamos agora à uma análise fundamental resumida: a Google é uma acção de crescimento. O seu EPS (Resultado por acção) diluido anual cresceu a um ritmo de 3141% em 5 anos (de 0.41$ em 2003 a 13.29$ em 2007) e tudo indica que este ano será mais um ano de forte crescimento. E a dívida? A Google simplesmente não tem dívida. Eis os racios financeiros mais importantes:

- ROE (Retorno Sobre o Capital Próprio) de 21%;
- Margem líquida de 24%;
- Não paga dividendos (ainda).

No entanto, ainda lhe falta passar por uma recessão. O que está agora a acontecer... Estou curioso mas ao mesmo tempo confiante de que a empresa demonstrará robustez.

Em termos técnicos, estamos na presença de um possível diamante. Digo possível porque ainda não foi activado. Um breakout em alta e em fecho acima da zona dos 365$ projectará a Google para a zona dos 435 USD, uma subida de uns 20%:



Um bom fim-de-semana,

Dax Speculator